Reporting the underreported threat of nuclear weapens and efforts by those striving for a nuclear free world.

A project of The Non-Profit International Press Syndicate Group with IDN as flagship agency in partnership with Soka Gakkai International in consultative
status 
with ECOSOC.

 

Latin American and Caribbean Countries Support the Nuclear Test Ban - Portuguese

Países Latino-americanos e das Caraíbas Apoiam a Proibição dos Testes Nucleares

Por Reinhard Jacobsen

Foto: O Secretário Executivo Floyd da CTBTO encontra-se com o Primeiro-Ministro da Dominica, Roosevelt Skerrit. Crédito: CTBTO

VIENA (IDN) — A Comunidade de Dominica anunciou a sua decisão no início de fevereiro de aderir ao Tratado Abrangente de Proibição de Testes Nucleares; (CTBT) que proíbe a realização de explosões nucleares por parte de qualquer entidade, em qualquer lugar—na superfície da Terra, na atmosfera, em ambiente subaquático e subterrâneo. O Tratado foi assinado há 26 anos mas ainda não entrou em vigor.

Clarion Call for Policies to End the Nuclear Arms Race - Portuguese

Apelo Urgente de Políticas que Ponham Fim à Corrida aos Armamentos Nucleares

Por Ramesh Jaura

BERLIM | PRAGA (IDN) - Em 24 de janeiro de 1946, a Assembleia Geral das Nações Unidas adotou por consenso a sua primeira resolução Resolução 1 (I), que estabeleceu uma comissão do Conselho de Segurança da ONU para assegurar "a eliminação do armamento nacional de armas atómicas e de todas as outras armas importantes adaptáveis à destruição em massa".

The Role of Citizen and Science Diplomacy Interactions in Nuclear Disarmament - Portuguese

O Papel do Cidadão e as Intervenções da Diplomacia Científica no Desarmamento Nuclear

Por J. Nastranis

Foto: Protestantes. Fonte: Repórteres Atómicos.

NOVA IORQUE (IDN) - O ano 2021 marca o 30º aniversário do encerramento do campo de testes de Semey, o 76º aniversário dos bombardeamentos de Hiroshima e Nagasaki, da primeira Trindade de testes atómicos, 51 anos do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares (NPT), 25 anos do Tratado de Proibição Total de Ensaios Nucleares (CTBT) que não entrou em vigor, colapso do Tratado de Forças Nucleares de Interesse Intermédio (INF) e extensão do Novo Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Novo START) até fevereiro de 2026.

The United States and Russia: Warmongers and Peacemakers - Portuguese

Estados Unidos e Rússia: belicistas e pacificadores

Por Somar Wijayadasa*

NOVA YORK (IDN) – Poucos dias após a entrada em vigor, em 22 de janeiro de 2021, do Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares (TPNW, na sigla em inglês), que veta explícita e inequivocamente o uso de armas nucleares – uma vitória memorável para a humanidade – Estados Unidos e Rússia prorrogaram até 2026, a dois dias de expirar, o Tratado de Redução de Armas Estratégicas (New START).

A New Handbook on Parliamentary Action for Disarmament - Portuguese

Um Novo Manual de Ação Parlamentar para o Desarmamento

Por Jamshed Baruah

GENEBRA (IDN) - Quase um ano e meio depois de o secretário-geral da ONU, António Guterres, ter lançado Assegurar o Nosso Futuro Comum: Uma Agenda para o Desarmamento em maio de 2018, um novo manual para apoiar o desarmamento para a segurança e o desenvolvimento sustentável foi lançado. A sua abordagem e foco baseiam-se principalmente na Agenda.

Eminent Persons Warn Against Any Demonstration Nuclear Test Explosion- Portuguese

Personalidades Eminentes Alertam Contra Qualquer Explosão de Demonstração de Testes Nucleares

De Reinhard Jacobsen

Mais de 300 instalações certificadas do Sistema de Monitorização (IMS) das 337 que a CTBTO planeou já estão em funcionamento. Crédito: CTBTO.

VIENA (IDN) – Membros do Grupo de Personalidades Eminentes (GEM) da CTBTO expressaram "uma profunda preocupação sobre os credíveis relatos da imprensa" de que os altos dirigentes dos EUA discutiram a possibilidade de realizar "uma explosão de demonstração de teste nuclear".

U.S. Abrogation of Iran Deal Leaves a Puzzling Legacy - Portuguese

A Ansiedade Emerge para a 10º Conferência de Revisão do TNP no Ano que Vem

Ponto de vista de Sergio Duarte

O autor é presidente da Pugwash. Ex-alto representante da ONU para assuntos de desarmamento.

NOVA IORQUE (IDN) — O início contencioso da 74º Sessão do Primeiro Comitê da Assembleia Geral em outubro passado, em Nova Iorque, foi um prenúncio das dificuldades que serão enfrentadas na preparação para a Conferência de Revisão do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares de 2020 e para os órgãos multilaterais da ONU dedicados ao desarmamento.

Youth to The Front for Prohibition of Nuclear Weapons - Portuguese

Jovens À Frente Pela Proibição das Armas Nucleares

Por J Nastranis

Photo: The second training on Conflict Prevention through Arms Control, Disarmament and Non-proliferation jointly organized by UNODA and the OSCE in May 2019 at Vienna International Centre. Credit: UNODA, Vienna Office.

NOVA IORQUE (IDN) – António Guterres, Secretário-Geral da ONU, na sua Agenda para o Desarmamento a 24 de maio de 2018, sublinhou a necessidade de estabelecer uma plataforma para a participação dos jovens. Isto incluiria “um grupo de jovens de todo o mundo,” que trabalhará assiduamente para promover o desarmamento, a não-proliferação e o controlo de armas nas suas comunidades.

Anxiety Looms Over the 10th NPT Review Conference Next Year

A Ansiedade Emerge para a 10º Conferência de Revisão do TNP no Ano que Vem

Ponto de vista de Sergio Duarte

O autor é presidente da Pugwash. Ex-alto representante da ONU para assuntos de desarmamento.

CC BY-SA 3.0

NOVA IORQUE (IDN) — O início contencioso da 74º Sessão do Primeiro Comitê da Assembleia Geral em outubro passado, em Nova Iorque, foi um prenúncio das dificuldades que serão enfrentadas na preparação para a Conferência de Revisão do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares de 2020 e para os órgãos multilaterais da ONU dedicados ao desarmamento.

From Tlatelolco to the UN Nuclear Weapon Ban Treaty - Portuguese

De Tlatelolco ao Tratado de Proibição de Armas Nucleares da ONU

Ponto de vista de Jorge Alberto López Lechuga

Jorge Alberto López Lechuga é Oficial de Pesquisa e Comunicação da Agência de Proibição de Armas Nucleares na América Latina e Caribe (OPANAL). Os pontos de vista expressados neste artigo não necessariamente refletem os da OPANAL e seus Estados Membros. Editor

MÉXICO (IDN) – Em 2 de fevereiro, o Governo dos EUA publicou a Revisão de Postura Nuclear 2018 (NPR), que inclui a estratégia de aumentar o papel de armas nucleares na segurança nacional. A NPR considera a necessidade de dobrar o orçamento militar de 3% para 6,4% para modernizar o arsenal americano. Isso significaria um investimento de 1 trilhão de dólares americanos nos próximos 30 anos. Também afirma que expandir "as opções nucleares flexíveis dos EUA agora, para incluir opções de baixo rendimento, é importante para a preservação de deterrência crível contra regressão regional", uma estratégia que criará um "limiar nuclear".